Ana Dias Lourenço

A plataforma “Dikota E_60”, uma iniciativa promovida pela primeira-dama de Angola, Ana Dias Lourenço, e que tem como propósito a valorização da transferência de conhecimento intergeracional e a transmissão, no seio das comunidades, de valores e de saberes, é lançado em Luanda.

Segundo uma nota do Gabinete da Primeira-Dama, a plataforma “Dikota E_60” encontra a sua razão de ser no facto de Angola registar profundas transformações no seu perfil demográfico, sobressaindo o dado notável de ter saído da esperança média de vida de 44 anos, em 2014, para 60,  em 2020.  Esta realidade, com todos os seus significados positivos, torna premente a criação de programas e acções concretas que respondam às necessidades e anseios dos ‘mais velhos’, assegurando que se mantêm activos e integrados na sociedade, sustenta a nota.

“Ao mesmo tempo que a esperança média de vida no país conheceu um aumento substancial, há que considerar o facto de 67 por cento dos angolanos possuírem menos de 25 anos de idade, o que torna, também, fundamental para a coesão social que se adoptem medidas que visem a integração pessoal e profissional da população jovem na comunidade”, lê-se ainda no documento.

Estas constatações, de acordo ainda com o Gabinete da Primeira-Dama, tornam imprescindível o desenvolvimento de programas multissectoriais e intergeracionais que promovam o bem-estar e o progresso dos angolanos, sobretudo dos grupos sociais que mais precisam de estímulo para o seu crescimento – como é o caso dos jovens – e daqueles que não devem ser excluídos nem esquecidos, apesar da idade avançada.

 

Recomendar0 RecomendaçõesCategorias: ANGOLA, AO | Sociedade, LUSOFONIA, LUSOFONIA | Sociedade

REDE SOCIAL DA LUSOFONIA | PUBLICAÇÕES DE MEMBROS - EVENTOS - EMPREGO - DIRETÓRIO DE EMPRESAS - IMOBILIÁRIO - FÓRUM

CONTACTO

Não hesite em enviar a sua mensagem! Responderemos por email desde que possível.

Enviando
Translate »
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Criar Conta