Durante a sessão de sexta-feira, 23 de outubro, no Palácio do Povo de Malabo, o Vice-Presidente da República propôs ao Governo a autorização temporária da exportação de madeira em tora, encontro que SE Teodoro Nguema Obiang Mangue manteve com os responsáveis dos Ministérios da Agricultura e Finanças, na presença do Primeiro-Ministro do Governo, responsável pela Coordenação Administrativa, Francisco Pascual Obama Asue.

O Vice-Presidente da Guiné Equatorial propôs esta iniciativa com o objetivo de aumentar as receitas não petrolíferas do país: “A queda do preço do petróleo bruto no mercado internacional, agravada pelo aparecimento do COVID-19, criou um grande obstáculo no programa de desenvolvimento traçado pelo Governo ”, afirmou SE Teodoro Nguema Obiang Mangue, em discurso dirigido aos responsáveis ​​do setor Florestal.

– “O que impõe a busca de mecanismos para superar esta crise; para isso pensei em propor ao Governo que o setor florestal seja temporariamente aberto, mediante a concessão de autorizações temporárias de exportação de madeira em tora, pelo menos um ou dois anos no máximo; a favor das madeireiras que não tenham sido implicadas em abusos de exportação florestal, como o abate de espécies proibidas como a Bovinga (conhecida localmente como Oveng), e o não respeito ao diâmetro autorizado , violando assim a legislação florestal em vigor ”, continuou SE Teodoro Nguema Obiang Mangue. 

– “O Ministério das Florestas deve apresentar uma lista das empresas florestais que cumpram as condições exigidas pela referida lei florestal”, acrescentou o Vice-Presidente do Conselho de Ministros. 

Após o aparecimento do Coronavírus na Guiné Equatorial em março, a atividade económica tem sido fortemente afetada pelas rigorosas medidas de contenção do vírus, bem como pela diminuição das receitas do petróleo, principal fonte da economia da Guiné Equatorial. De forma a reactivar o sector económico, o Vice-Presidente do Conselho de Ministros, para além de criar comissões de auditoria para o combate à corrupção, está também empenhado na reabertura temporária do sector florestal. 

Por outro lado, Nguema Obiang Mangue, no desejo de garantir a reativação econômica do país, também propôs ao Ministério da Agricultura a recuperação da produção de cacau e café, bem como a formação de guardas florestais.

Texto e fotos:
Assessoria de Imprensa e Imagem da Vice-Presidência da República da Guiné Equatorial Gabinete de Imprensa e Informação  da Guiné Equatorial
FONTE > Gabinete de Informação e Imprensa da Guiné Equatorial
Recomendar0 RecomendaçõesCategorias: GE | Ecologia, GUINÉ EQUATORIAL, LUSOFONIA, LUSOFONIA | Ecologia

REDE SOCIAL DA LUSOFONIA | PUBLICAÇÕES DE MEMBROS - EVENTOS - EMPREGO - DIRETÓRIO DE EMPRESAS - IMOBILIÁRIO - FÓRUM

CONTACTO

Não hesite em enviar a sua mensagem! Responderemos por email desde que possível.

Enviando
Translate »
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Criar Conta