A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, considerou nesta quinta-feira, em Luanda, que a obra “Cartas de Maria Eugênia Agostinho Neto” é uma mais-valia para o acervo cultural angolano e matéria de estudos para os historiadores.

Falando no final do lançamento do livro “Cartas de Maria Eugênia Agostinho Neto” no Memorial António Agostinho Neto, a governante acresceu que a obra tem conteúdos valiosos que servirão de estudos sobre a vida de Neto durante a prisão na época colonial.

Carolina Cerqueira avançou que o livro enriquece o acervo nacional e conta as novas gerações um pouco da história de Angola, narrando na primeira pessoa alguns momentos de Maria Eugénia com o então primeiro presidente de Angola.

A ministra referiu que os historiadores terão, com esta obra, matéria de estudo para complementar a vida e obra de Agostinho Neto.

Por seu turno, o vice-presidente do MPLA, Roberto de Almeida, disse acreditar que a juventude poderá entender algumas peripécias passadas por alguns nacionalista durante a luta de libertação.

O político afirmou que a obra tem conteúdos importantes que irão enriquecer a história de Angola, lavando os leitores a compreender melhor a vida e obra de  Agostinho Neto.

PUBLICAÇÃO > ANGOP
Recomendar0 RecomendaçõesCategorias: ANGOLA, AO | Cultura, LUSOFONIA

REDE SOCIAL DA LUSOFONIA | PUBLICAÇÕES DE MEMBROS - EVENTOS - EMPREGO - DIRETÓRIO DE EMPRESAS - IMOBILIÁRIO - FÓRUM

CONTACTO

Não hesite em enviar a sua mensagem! Responderemos por email desde que possível.

Enviando
Translate »
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Criar Conta