Petróleo Angola

Petróleo Angola

O Executivo prevê atribuir até 2025, mais de 50 concessões petrolíferas, revelou em Luanda, o ministro dos Recursos Minerais e Petróleo, Diamantino Azevedo.

PETRÓLEO ANGOLA – O ministro que falava na abertura da sessão de esclarecimento sobre “o potencial petrolífero dos blocos das bacias terrestres do baixo Congo e do Kwanza”, informou que esta ação resulta da estratégia de licitações com início em 2019 composta por nove blocos onshore, segundo o Jornal de Angola.

“A estratégia de atribuição de concessões 2019-2025 visa criar as condições do quadro declínio de redução e reservas de hidrocarbonetos do país, que se verifica desde 2016”, disse o titular da pasta.

Diamantino Azevedo referiu que o Executivo continua otimista quanto ao futuro do sector em Angola e vai continuar agressivamente com atribuições de concessões de blocos nos próximos anos de forma a garantir o aumento do volume de atividades e investimentos no sector de modo a mitigar o declínio de produção e reservas de hidrocarbonetos do país.

Petróleo Angola

De acordo com o ministro, Angola continua abençoada com grande potencial petrolífero que apresenta-se como um segmento estável, competitivo e atrativo aos investidores.

“O Executivo continua a trabalhar para a melhoria do ambiente de negócios para que o nosso país seja o local de escolha para investidores locais e internacionais”, assegurou.

A pandemia, realçou, criou grandes dificuldades ao sector mas graças a resiliência do Governo, Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) e parceiros foi possível dar resposta aos desafios do através da implementação de iniciativas que permitiram garantir as atividades com mínimos impactos possíveis.

Interessante recordar que ontem Mercados Africanos tinha publicado que a italiana ENI tinha anunciado uma nova descoberta de petróleo leve no Bloco de águas profundas representando a primeira descoberta comercial no bloco desde a retomada das atividades de exploração após a COVID-19, segundo uma nota da consultora Africa & Gaz lida por Mercados Africanos.

A descoberta – que transporta reservas estimadas entre 200 e 250 milhões de barris de petróleo – é a segunda descoberta significativa dentro da Área de Desenvolvimento de Cabaça. O poço foi perfurado na área de exploração Cuica em águas profundas de 500 metros com profundidade vertical total de 4.100 metros.

Segundo a ENI – que produz atualmente cerca de 120 mil barris de petróleo por dia em Angola – os dados preliminares apontam para uma capacidade de produção estimada em 10.000 barris/dia.

Petróleo Angola
FONTE > MERCADOS AFRICANOS

 

VER TAMBÉM >
Recomendar 0 Recomendações CATEGORIAS : ANGOLA, AO | Economia, LUSOFONIA, LUSOFONIA | Economia

REDE SOCIAL DA LUSOFONIA | PUBLICAÇÕES DE MEMBROS - EVENTOS - EMPREGO - DIRETÓRIO DE EMPRESAS - IMOBILIÁRIO - FÓRUM

CONTACTO

Não hesite em enviar a sua mensagem! Responderemos por email desde que possível.

Enviando
Translate »
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Criar Conta