O Novo Atlas da Língua Portuguesa  foi apresentado no dia 15, no Palácio das Necessidades, em Lisboa.

A sessão foi presidida pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, autor do prefácio do livro “Novo Atlas da Língua Portuguesa”. Numa cerimónia em que também intervieram o Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, a Presidente do Camões, I.P., Ana Paula Laborinho, o Reitor do ISCTE-IUL e um dos autores da obra, Luís Reto e o Diretor Editorial da Imprensa Nacional-Casa da Moeda, Duarte Azinheira.

O Atlas, é da autoria do reitor do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, Luís Antero Reto, e dos professores, também do ISCTE-IUL, Fernando Luís Machado e José Paulo Esperança.

É apoiado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. e pelo M.N. Estrangeiros e tem uma edição bilingue (português/inglês).

O livro, com dez capítulos, apresenta informação atualizada sobre muitos aspetos da expressão global da língua portuguesa. O número de falantes de português, 263 milhões, e a sua projeção de cerca de 490 milhões até 2100, sendo que, já em 2050, deverão ser quase 390 milhões. Uma língua global, a única sem fronteiras terrestres.

É descrito um panorama muito amplo sobre o ensino do português no mundo, onde, para além do trabalho feito pelo Camões, I.P., com 68 226 alunos no Básico e Secundário e 89 145 no Superior, e pela Rede Brasil Cultural, se destacam os casos dos Estados Unidos e da China, pela importância estratégica dessas duas nações.

Por outro lado, para além de dados sobre as populações dos países de língua portuguesa, é também fornecida informação desagregada relativa às várias diásporas e aos múltiplos crioulos com base no português.

O Atlas contempla um vasto conjunto de indicadores geográficos, económicos, financeiros, comerciais, de mobilidade humana e de inserção geoestratégica nas várias organizações internacionais dos países membros da nossa comunidade linguística.

É também dado destaque a indicadores das áreas da cultura e das indústrias criativas e da ciência.

O livro inclui ainda textos de escritores dos oito países de língua portuguesa, em que é bem visível a diversidade de apropriações da mesma por cada uma das nações, mas, também, a sua grande unidade.

 

PUBLICADO > INSTITUTO CAMÕES
0 Comentários

Envie uma Resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CONTACTO

Não hesite em enviar a sua mensagem! Responderemos por email desde que possível.

Enviando

REDE SOCIAL DA LUSOFONIA | PUBLICAÇÕES DE MEMBROS - EVENTOS - ANÚNCIOS CLASSIFICADOS - DIRETÓRIO DE EMPRESAS

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account