Nesta entrevista exclusiva à ONU News, o embaixador de Angola junto às Nações Unidas revela que “o que mais animou Angola foi chegar à eleição de um cidadão lusófono como secretário-geral das Nações Unidas”.

Ismael Martins fala do fim do mandato angolano como membro não permanente do Conselho de Segurança no biénio 2015/ 2016. A única nação lusófona atualmente no órgão já tinha ocupado a cadeira em 2003 e 2004.

O diplomata destaca que o português António Guterres pode ajudar a resolver a crise institucional na Guiné-Bissau. Para isso, recomenda mais colaboração com o Conselho e união dentro do órgão para superar crises como o conflito da Síria e do Sudão do Sul.

O diplomata admite que mais países de língua portuguesa têm potencial de fazer parte do Conselho, mas afirma que para uma presença mais frequente de nações do grupo no órgão, “devemos coordenar-nos e beber da experiência dos países que já estiveram no Conselho”.

Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane.

Duração: 14’08″

 

ONU
0 Comentários

Envie uma Resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CONTACTO

Não hesite em enviar a sua mensagem! Responderemos por email desde que possível.

Enviando

REDE SOCIAL DA LUSOFONIA | PUBLICAÇÕES DE MEMBROS - EVENTOS - ANÚNCIOS CLASSIFICADOS - DIRETÓRIO DE EMPRESAS

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account